Comandante Geral da Polícia Nacional quer mais rigor na seleção do policias 

O Comandante Geral da Polícia Nacional, Alfredo Eduardo Manuel Mingas “Panda” defendeu ontem, em Luanda. Durante a cerimónia de cumprimentos de ano novo aos membros da corporação. A necessidade de maior rigor nos processos de selecção, formação e avaliação dos candidatos à efectivos da Polícia.

Durante a sua alocução, o Comandante Panda explicou que foi constituída no Comando Geral. Uma comissão que deverá apresentar uma proposta sobre a redefinição do sistema de ensino na polícia nacional.

“Não podemos permitir que continuem a entrar para uma corporação nobre e fundamental como a Polícia Nacional. Indivíduos de conduta duvidosa, sem o perfil técnico necessário ao desempenho de um serviço íntegro, competente e de qualidade. Advertiu o Comandante Geral.
No final dos trabalhos, o grupo deverá apresentar propostas sobre o número, natureza e vocação das escolas policiais. Definir o perfil dos seus responsáveis e formadores, entre outros aspectos para melhorar a qualidade da formação policial.

“A Polícia não pode ser confundida com um centro de emprego”, assegurou o responsável.

PARTILHE ESTE ARTIGO EM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *